A blindagem de carros é interessante para quem deseja ter mais tranquilidade, segurança e proteção em sua rotina no trânsito. Se você está pensando em blindar o seu Mercedes-Benz, esse texto é para você! 

Vamos esclarecer as principais dúvidas a respeito do tema, como por exemplo: 

  • Como funciona a blindagem de carros? 
  • Níveis de proteção
  • Documentação necessária para blindar o carro
  • Vantagens e desvantagens da blindagem de carros

Continue a leitura e fique por dentro! 


Por que blindar o seu Mercedes-Benz? 

O principal motivo é, claro, a segurança. Com a crescente violência no trânsito das grandes metrópoles, é comum que os motoristas se sintam vulneráveis, o que gera uma ansiedade a cada vez que é preciso sair de casa. 

Portanto, o procedimento de blindagem de carros vai ajudar a oferecer uma maior proteção, logo, uma maior sensação de tranquilidade em seu dia a dia. 

De acordo com a Associação Brasileira de Blindagem (Abrablin), o Brasil tinha em 2018 uma frota de aproximadamente 220 mil veículos blindados, a maior do mundo e cinco vezes mais numerosa do que o segundo colocado, o México, que na mesma época contava com 50 mil veículos blindados em circulação.


Como funciona a blindagem de carros? 

Para realizar a blindagem de carros é necessário fazer a desmontagem praticamente completa do veículo. Mantém-se apenas a lataria, o motor e o painel do automóvel. 

As peças do interior do automóvel, como os bancos, forro das portas e vidros, por exemplo, são retiradas para que seja possível instalar os painéis balísticos na lataria do carro. 

A blindagem de carros acontece da seguinte maneira: 

  • Painéis balísticos são instalados em: portas, teto, painel inferior, caixa de rodas, para-lamas dianteiros e painel corta-fogo.
  • Aço inox é instalado em: toda a borda do para-brisa, portas, vigia, vidros fixos, nas colunas, encosto do banco, tampão traseiro, fechaduras e retrovisores. 
  • Os vidros são substituídos: são utilizadas outras opções, com materiais com resistência balística, compostos por diversas lâminas de vidros e polímeros. 


Níveis de proteção

Atualmente, no Brasil existem quatro níveis de proteção de blindagem para carros: I, II-A, II e III-A. A diferença entre eles está na capacidade de proteção que os materiais oferecem, ou seja, a quais projéteis cada nível é capaz de resistir. 

Os níveis de proteção seguem as normas americanas, que tem as seguintes especificações de resistência: 

  • Nível I: é a proteção de menor efetividade, tendo capacidade para resistir a disparos de armas calibre 32 e 38. No entanto, é vulnerável a armas com calibres maiores,;
  • Níveis II e II-A: já oferecem uma proteção maior do que o nível anterior, sendo resistente a armas de calibre 9 milímetros e à Magnum 357. 
  • Nível III-A: é o nível de blindagem de carros mais comum no Brasil. Segundo a Abrablin, é a opção aplicada em 95% dos veículos blindados do país. Tem um nível de proteção até quatro vezes maior do que o nível I, sendo resistente a armas de mão de todos calibres, inclusive a pistolas 9 milímetros e à Magnum 44.

Ainda de acordo com a norma americana, a blindagem é capaz de resistir a até cinco tiros em uma área de 20 cm². Ou seja, caso uma sexta bala atinja esta área, pode ser que a proteção não resista. 


Documentação necessária para blindagem de carros

Se você está pensando em blindar seu Mercedes-Benz é importante conhecer a burocracia envolvida no processo. Para realizar a blindagem de carros o motorista deve solicitar uma autorização junto ao Exército Brasileiro para utilizar o veículo.

São necessários os seguintes documentos para iniciar o processo de blindagem: 

  • RG;
  • CPF;
  • Comprovante de residência;
  • Número do chassi, placa e RENAVAM do veículo;
  • CNPJ e razão social para pessoas jurídicas;
  • Antecedentes criminais;
  • Certificado de Registro, emitido pelo Exército Brasileiro e com validade de três anos;

Após a aquisição da declaração de blindagem e do CR, o proprietário do veículo deverá solicitar a regularização do mesmo junto ao Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN). 


Vantagens e desvantagens da blindagem de carros

A blindagem de carros é a solução para pessoas que sofrem com a insegurança no trânsito e desejam uma maior proteção em sua rotina. Portanto, como já adiantamos, a principal e decisiva vantagem do procedimento é, com certeza, a maior tranquilidade oferecida para os usuários do veículo. 

Entretanto, deve-se avaliar também os pontos negativos da prática, como ,por exemplo, o aumento de peso que a blindagem causa no automóvel. Em média, adiciona-se cerca de 200 kg ao peso final do veículo.

O ganho de peso pode gerar consequências como o aumento no consumo de combustível e um desgaste maior das peças. 


Leia também: Chave codificada: entenda como funciona esse sistema