Câmbio automático: o que é, principais tipos e dicas de uso

Câmbio automático: o que é, principais tipos e dicas de uso
09/04/2021

O câmbio automático é uma tecnologia que oferece mais conforto e segurança para o motorista durante a condução. O sistema assume a função de troca de marchas no lugar do condutor e proporciona uma rotina mais tranquila no trânsito. 


No entanto, ainda há muitas dúvidas acerca desse tema, por isso, vamos esclarecê-las neste artigo. Você vai conferir: 


  • Como funciona um carro automático? 

  • Qual o significado dos comandos? 

  • Quais são os tipos de câmbio automático disponíveis no mercado? 

  • Dicas de uso do sistema. 


Continue a leitura e fique por dentro! 


O que é e como funciona o câmbio automático? 

Veículos com câmbio automático não necessitam de acionamento de embreagem e nem de troca de velocidade ao engatar as marchas. Nesses modelos, essas funções são realizadas automaticamente, sem necessidade de intervenção humana. 


As trocas de marchas acontecem por meio de uma central eletrônica, de acordo com a rotação do motor e velocidade do carro. 


Funciona da seguinte forma, o carro automático conta com engrenagens planetárias que são acionadas por um sistema conversor de torque, responsável por fazer a ligação entre a caixa de transmissão e o motor. 


Vantagens de um carro automático 

A grande vantagem de rodar com um carro automático é o conforto proporcionado na direção. Afinal, o motorista não precisará mais se preocupar com a troca de marchas e poderá aproveitar muito mais os momentos no trânsito. 


Por isso, se você passa muitas horas dirigindo, essa pode ser uma ótima opção para dias mais tranquilos. 


Além disso, graças ao câmbio automático, o motorista pode ficar mais “livre” para ter mais atenção na estrada, o que pode significar mais segurança durante a condução. 


Outra vantagem é que, o mau uso das marchas nos carros manuais pode representar um aumento no consumo de combustível, o que é minimizado com o câmbio automático.


Significado dos comandos em carros automáticos

Vamos esclarecer o significado de cada uma das letras presentes no comando de carros automáticos. Veja: 


  • Parking (P): É a posição inicial da manopla do câmbio, ou seja, quando nesta posição, significa que o veículo encontra-se parado.

  • Reversing (R): Deve ser utilizado quando o motorista for dar a ré no carro. Essa posição não deve ser acionada com o veículo em movimento normal, pois pode causar danos à transmissão. 

  • Neutral (N): Deve estar acionada enquanto o carro estiver parado e prestes a desligar o motor.

  • Drive (D): É a posição de acionamento do sistema, ou seja, quando ela estiver acionada, significa que as marchas irão iniciar suas funcionalidades automáticas. 

  • Botões “+” e ”-”: Servem para reduzir ou aumentar a marcha durante ultrapassagens e subidas ou descidas.


Dicas de uso do câmbio automático

  • Para ligar o veículo, o motorista deve pisar no pedal do freio e mover a alavanca para a posição “D”. Assim que for retirado o pé do freio, o carro automaticamente começará a se mover automaticamente;

  • Selecione as posições no câmbio com suavidade para evitar danos ao sistema;

  • Não engate a marchas “P” e “R” com o carro em movimento; 

  • Não é preciso acionar a posição “N” sempre que o veículo estiver parado, como em um semáforo, por exemplo. O motorista pode apenas manter o pé no freio, com a alavanca acoplada na posição “D”. 


Tipos de câmbio automático


Câmbio CVT 

O CTV, que em tradução significa Transmissão Continuamente Variável não atua com engrenagens ou discos, fazendo então uma ligação direta entre o motor e os eixos. 


Nesse tipo de transmissão, não existe um número fixo de marchas e o veículo atuará como se existisse uma infinidade delas. As trocas de marchas acontecem de forma virtual, variando de acordo com a velocidade do veículo e não limitadas pelos giros do motor. 


Câmbio automatizado

Enquanto o câmbio automático faz uso de um sistema hidráulico, nos carros automatizados é utilizado um sistema eletro-hidráulico. Estes contam com sensores elétricos que ficam responsáveis pela leitura do motor.


Portanto, os sensores identificam as mudanças de velocidade no veículo e então enviam sinais para os atuadores hidráulicos, peças responsáveis por acionar a troca de marchas automaticamente. 


Seu funcionamento é muito similar ao dos carros manuais, no entanto, ao invés de o motorista acionar a embreagem e troca de marchas, são os atuadores hidráulicos que desempenham essa função. 


Câmbio Automatizado de dupla embreagem

A ideia é a mesma do sistema acima, porém, nesse caso, há duas embreagens e cada uma delas responderá por marchas distintas. Uma fica responsável pelas marchas ímpares e a outra pelas pares. 


Portanto, nesse caso, a troca de marchas acontecerá sem que haja a interrupção da transmissão de força gerada pelo motor, diferentemente do carro automatizado convencional.